Ao saber que não seria o candidato a vice-governador da chapa com ACM Neto (UB), o ex-prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (UB), ficou revoltado. Além de deixar a sede do União Brasil (UB) enfurecido, ele pode acabar boicotando a campanha do seu líder político.

Vale lembrar que, em 2018, Zé Ronaldo renunciou a Prefeitura de Feira de Santana para representar o Democratas na eleição para governador da Bahia, a fim de ocupar o espaço que Neto não quis na época.

Usado de tapa-buraco naquele pleito, ele achou que o sacrifício do mandato teria valido a pena, já que se tornaria vice na chapa atual. A decepção veio quando soube que Ana Coelho (Republicanos) ficaria com o lugar que almejava.

Segundo informações do radialista Roque Santos, alguns ônibus de lideranças de Zé Ronaldo que iriam à convenção do União Brasil, na sexta-feira (5), já não irão.

Também foi aberto espaço para que outros grupos políticos assediassem o ex-prefeito. Ainda conforme Roque, o senador Jaques Wagner teria sido escalado pelo PT para tentar conseguir este aliado. No entanto, Zé Ronaldo estaria mais inclinado para o grupo de João Roma (PL).

0 0 votos
Article Rating