Renan dará continuidade ao impeachment no Senado

De acordo com o senador, a decisão foi tomada após consultas ao regimento interno do Senado.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), comunicou nesta segunda-feira (9) ao plenário da Casa que decidiu dar continuidade à tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff à revelia do ato do presidente em exercício da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), que anulou a votação do dia 17 de abril.

De acordo com o senador, a decisão foi tomada após consultas ao regimento interno do Senado e conversa com líderes partidários na residência oficial do Senado.

“Nenhuma decisão monocrática pode se sobrepor à decisão colegiada, tanto mais quando essa decisão foi tomada pelo mais relevante colegiado da Casa. Aceitar essa brincadeira com a democracia seria ficar pessoalmente comprometido com o atraso do processo […] Por todo o exposto, deixo de conhecer do ofício da Câmara dos Deputados e determino sua juntada aos autos da denúncia com esta decisão”, declarou Renan no plenário do Senado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*