Os rodoviários da capital baiana estudam a possibilidade de aderir à paralisação de diversas categorias marcada para esta sexta-feira (10). Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o ato quer chamar atenção para a reforma trabalhista.

Para o presidente da CUT- Bahia, Cedro Silva, a mobilização é necessária pois, segundo ele, a maioria dos trabalhadores são contra a reforma. “A tarefa que nos cabe agora é honrar a memória dos que lutaram e entregaram suas vidas para que a gente pudesse chegar até aqui e não deixar que esta história tenha um fim”, disse.

A CUT informou que as mobilizações e greves, que acontecerão em todo o país, começarão às 5h.

0 0 voto
Article Rating