Rodrigo Maia diz que não indicaria filho para embaixada

Apesar da afirmação, Maia acrescentou dizendo que o presidente "tem esse direito".

Foto: Divulgação

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (17) em entrevista à GloboNews, que não indicaria um filho para o cargo de embaixador do Brasil, assim como fez o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Apesar da afirmação, Maia acrescentou dizendo que o presidente “tem esse direito”, mesmo que a indicação não tenha sido oficializada. “Acho que, se ele [Bolsonaro] entender que o filho tem as condições e cumpre a legislação brasileira, é um direito dele indicar”, declarou.

Questionado, então, se indicaria um filho para o cargo, respondeu: “Eu, pessoalmente, não. Mas meu pai já indicou parente para o governo, pessoas de qualidade para o secretariado. Não acho que isso seja um problema, contanto que a pessoa tenha as condições para exercer a função. Eu, pessoalmente, não”.

3 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*