Rui Costa defende mensalidade em universidade pública para alunos com ‘condições’

Foto: Vaner Casaes

Na tarde desta segunda-feira(20), o governador Rui Costa (PT) afirmou que a cobrança de mensalidade nas universidades públicas de alunos que tenham condição de pagá-la não deve ser tratada como um tabu.

Segundo informações do Correio, a declaração foi dada durante um encontro com jornalistas, na sede da Governadoria, no CAB, quase uma semana após os protestos contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) protagonizado por professores e estudantes diante dos cortes no orçamento de universidades federais.

Segundo Rui, a adoção de novas formas de financiamento dessas instituições, com parcerias com a iniciativa privada e cobrança de mensalidade de estudantes de alta renda, deve ser discutida.

“Uma família que pagou educação privada a vida inteira não tem condições de contribuir com a universidade?”, comentou o governador.

Apesar de defender a ideia, Rui reconheceu que o tema deve encontrar resistência dentro do PT e de setores aliados na própria esquerda, os quais, historicamente, defendem a educação superior pública e gratuita.

“Quem é contra não é contra que o rico pague. Mas tem um discurso de que seria o início de uma privatização, que o passo seguinte seria cobrar de todo mundo. Não necessariamente é assim”, observou o governador, que, apesar da defesa, reconhece a impossibilidade de destacou que dificilmente haverá um debate sério sobre o financiamento das universidades no atual cenário de polarização política. Informações do Correio.

33 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*