S.F. do Conde: Petrobras vai colocar a venda 60% da Refinaria Landulpho Alves

Todo o processo de venda de até 60% da refinaria será supervisionado pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A intenção da Petrobras é ficar com 40% de participação e as empresas parceiras com o restante.

Refinaria em São Francisco do Conde
Estatal pretende ficar com apenas 40% da refinaria, localizada em São Francisco do Conde

A Petrobras pretende vender 60% da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), localizada no município de São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O anúncio foi feito ontem pela estatal, no Rio de Janeiro, após um seminário que contou com a participação de representantes do Ministério de Minas e Energia (MME), da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (IBP).

De acordo com o Correio, o percentual deve ser disponibilizado para compra dentro das próximas três semanas, tempo necessário para que o formato da venda seja definido, se através de pregão ou por meio de licitação. Todo o processo de venda será supervisionado pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A intenção da Petrobras é ficar com 40% de participação e as empresas parceiras com o restante.

Declínio – A Refinaria Landulpho Alves (RLAM) é a segunda maior do Brasil e é responsável por 99% do refino de petróleo da Bahia. O local produz, diariamente, 31 produtos diferentes. Segundo o Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA), nos últimos cinco anos, a refinaria teve sua produção reduzida em 30% e mais de 7 mil trabalhadores foram demitidos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*