A Conmebol considerou irregular a escalação do meio-campista Carlos Sánchez no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, contra o Independiente, na Argentina, os times tinham empatado em 0 a 0, em Avellaneda. A decisão foi divulgada nesta terça-feira (28). O clube vai recorrer da decisão, de acordo com o advogado Mario Bittencourt, que participou da defesa do clube paulista.

A entidade modificou o resultado da partida e decretou vitória do Independiente por 3 a 0. Nesta terça, no Pacaembu, o Santos terá que vencer por quatro gols de diferença para avançar direto para as quartas de final – 3 a 0 leva a disputa para os pênaltis.

Além da punição ao clube, a suspensão de um jogo ao atleta foi mantida. Sánchez não vai a campo nesta terça. A entidade deu prazo de sete dias para o Santos recorrer.

“A Conmebol resolve declarar como perdedor o Santos Futebol Clube na partida disputada em 21 de agosto, determinar o resultado de 3 a 0 a favor do Club Atlético Independiente e confirmar a suspensão do jogador Carlos Andrés Sanchez Arcosa”, diz trecho do comunicado.

 

0 0 votos
Article Rating