“Se, realmente, ficar completamente provado…tem que pagar”, diz Tude sobre Geddel

Ex-prefeito recomenda fé no governo (Temer) e fé no país

Presente no desfile de Sete de Setembro que comemora 195 anos de Independência do país, o vice-prefeito de Camaçari José Eudoro Tude (PMDB) disse que a lei vale para todos com relação aos crimes políticos sob os quais o ex-ministro do Geddel Vieira Lima, também PMDB, é acusado. “Se, realmente, ficar completamente comprovado que toda aquela ‘dinherama’ é dele tem que pagar por isso”. Na oportunidade, Tude mais uma vez acusou o PT de estar colocando o pais na atual situação financeira.

Durante entrevista concedida ao site Bahia no AR, Tude, que já foi prefeito de Camaçari por três mandatos, recomenda “ fé, fé no nosso governo (federal) país, fé que este governo vai levar adiante as melhorias do país e que nosso país vai se recuperar”. Ele disse que Camaçari já dá sinais de melhorias e apontou os ganhos já dessa administração.

“É um governo que está cuidando da maquinaria pública. O prefeito pegou a prefeitura em uma situação difícil. Eu, que já fui prefeito três vezes, essa atual situação deixada pelo PT é muito complicada. Herdamos uma prefeitura inchada, com folha de pagamento cheia de penduricalhos e estamos consertando isso”, comentou o vice.

Entre os ganhos, Tude destaca a Construção do Fórum, o início das aulas da Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2018 e contestou aqueles que lembram que a universidade vinha sendo viabilizada desde a gestão anterior. “Por que não conseguiram viabilizar? Nada aconteceu com relação à educação de nível superior no nosso município. A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) fomos nós que trouxemos há dez anos, a Faculdade Metropolitana de Camaçari (Famec) também foi nosso trabalho.

Com informações do repórter Wesley Sobrinho

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*