Segundo Mourão, Guerra econômica entre China e EUA afeta o Brasil

General Hamilton Mourão (Foto: Divulgação)

Em exercício como presidente da República, o General Hamilton Mourão declarou nesta segunda-feira (9) que a escalada das barreiras tarifárias e o risco de recessão com o conflito comercial entre a China e os Estados Unidos (EUA) afetam o Brasil.

Segundo Mourão, “o mundo acompanha com apreensão a escalada das barreiras tarifárias e o aumento do risco de recessão mundial. Sabemos que ganhos de curto prazo para o Brasil, como o aumento da demanda por soja, podem ficar comprometidos pela redução global da atividade econômica ou pelo desequilíbrio dos mercados no mais longo prazo. A instabilidade política não contribui para o progresso econômico”, pontuou.

Mourão ainda destacou que o Brasil tem procurado aumentar e diversificar sua relação comercial com a China.

“Temos procurado construir relações de confiança e criar o ambiente propício para a ampliação e a diversificação das relações econômicas com a China. Essa disposição mostra-se ainda mais pertinente no contexto de acirramento do enfrentamento econômico e comercial entre China e Estados Unidos”, finalizou.

No período de afastamento do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o vice-presidente General Hamilton Mourão assume o cargo. Bolsonaro, que passou por uma cirurgia no domingo (8) para correção de uma hérnia, gerada após a facada sofrida por ele durante a campanha eleitoral de 2018, deverá despachar do hospital após os cinco dias de repouso. O Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, montou um escritório para ele trabalhar.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*