Sehab debate sobre as invasões no Minha Casa, Minha Vida em Camaçari

A reunião foi realizada com os defensores públicos do Estado

Buscando soluções para as diversas irregularidades cometidas nos empreendimentos do Minha Casa Minha Vida, como o uso indevido do imóvel e invasões, a Secretaria da Habitação (Sehab) se reuniu nesta segunda-feira (7), com a Defensoria Pública de Camaçari para tratar do assunto, buscando apoio do órgão.

A reunião foi realizada com os defensores públicos do Estado, Ricardo Alcântara e Valéria Teixeira, além do secretário da Habitação, Júnior Borges, e equipe da Sehab. Entre as pautas apresentadas estavam as diversas irregularidades cometidas nos empreendimentos, como a venda, aluguel e uso das unidades habitacionais para fins comerciais, além das invasões praticadas nas residências que estão sem morador.

Para o secretário Júnior Borges, o saldo da reunião foi positivo. “Conseguimos uma resposta positiva da Defensoria Pública. Agradecemos a recepção e esperamos dar uma resposta mais enérgica para estes casos específicos”, comentou.

Os defensores públicos do Estado elogiaram a iniciativa da Sehab e apresentaram formas de contribuir.

“A iniciativa é extremamente louvável e admirável, sobretudo por buscar ajudar a população hipossuficiente de Camaçari, que sofre diariamente com a falta de itens básicos para sua sobrevivência, inclusive com a falta de moradia digna. A iniciativa estimulada por todas as Instituições Públicas e a Defensoria Pública do Estado insere-se nesse sistema, somando esforços na busca de dar abrigo ao direito daqueles que assistem sua chance de moradia digna escapar injustamente”, argumentou o defensor público, Ricardo Alcântara.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*