Sem consenso, assinatura de ‘pacto’ entre Poderes é adiada

Sem acordo sobre o conteúdo do “pacto”, o Palácio do Planalto decidiu adiar a cerimônia, que estava prevista para a próxima segunda-feira, de um protocolo de intenções com a assinatura dos chefes dos três Poderes. O principal motivo do impasse se refere ao formato do documento em defesa das reformas, que, na visão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acabou rotulado como “pauta do governo”.

O texto também sofre resistências de líderes de partidos. Além disso, a participação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, tem sido alvo de críticas porque, na avaliação de alguns magistrados, fere a independência do Judiciário. Diante das divergências, o Planalto resolveu suspender, por tempo indeterminado, a divulgação do “Pacto pelo Brasil”, como foi batizada a iniciativa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*