Sem mandato, Caetano também fica fora do governo de Rui Costa

Ex-prefeito de Camaçari, não terá cargo no governo do estado.

Luiz Caetano

Definitivamente os ventos não estão soprando a favor do ex-deputado, Luiz Caetano (PT). Após ter o registro de sua candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e consequentemente não assumir a vaga na Câmara Federal, tendo em vista que foi reeleito no pleito de outubro, o ex-prefeito de Camaçari, também ficará de fora do governo de Rui Costa.

Depois da decisão unânime dos ministros do TSE, a expectativa era que Caetano assumisse um cargo do alto escalão do governo do estado, mas segundo informações de alguns membros da própria sigla, esta é uma possibilidade praticamente nula.

Como lembrou o radialista Roque Santos, no programa Bahia No Ar na tarde desta quarta-feira, 02, a relação de Rui com Caetano não é lá das melhores. Vale lembrar que a rusga entre os dois petistas teve início antes de 2014, quando Rui foi escolhido no lugar de Caetano para ser o candidato que iria substituir o então governador, Jaques Wagner. Com Rui eleito, a aceitação e cordialidade por parte do ex-prefeito de Camaçari fincou-se nas aparências.

Agora, apesar da situação difícil que seu companheiro de partido atravessa, Rui que se reelegeu com ampla vantagem, demonstrou que não tem nenhum compromisso com Caetano e resolveu nomear como secretário, o ex-prefeito de Guanambi, Charles Fernandes (PSD), que é o 1º suplente da coligação do ex-deputado. Como Charles também corre o risco de ter a candidatura indeferida pelo TSE, o governador foi generoso e garantiu ao ex-gestor uma fatia de sua administração.

11 Comentário

  1. Isso é pra aprender a respeitar a população e colocar de uma vez por toda na cabeca que o dinheiro roubado é público ,agora vai vender água sanitária e ver se não mistura água demais.

  2. Lamentável que esse meio político seja tão podre, um eleito pelo povo “cego” não assume o cargo porque a justiça não permite “petistas vão dizer que ele está sendo vítima de perseguição política” e ainda é cogitado pra assumir cargo no governo do estado, só não vai por ser desafeto do governador ou certame te já estaria lá. O outro escolhido pelo governador támbem enrolado com a justiça. E nosso “ilustre” governador não tem mais ninguém competente e honesto pra compor sua equipe de governo

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*