‘Sempre quis fazer isso’, diz pai de ator baiano da Globo que é Papai Noel em shopping de Salvador

Ubirajara Pereira. (Foto: Reprodução)

“Eu sempre quis fazer isso desde criança”, a afirmação faz parte de um trecho da entrevista concedida ao portal BNews, pelo aposentado Ubirajara Pereira, de 66 anos, pai do ator baiano Fabrício Boliveira, da TV Globo. Seu Bira, como é popularmente conhecido, tem colaborado com a felicidade de muitas crianças ao incorporar o tradicional ‘Papai Noel’. Desde o último dia 26, quando foi inaugurada a decoração natalina do shopping Center Lapa, em Salvador, ele “dá vida” ao “bom velhinho”.

“Eu sempre quis fazer isso desde criança. Na época, a gente não tinha oportunidade de sentar com um papai noel. Quando isso começou nos shoppings, eu já era adulto”, relatou Seu Bira ao BNews, nesta quinta-feira (7).

Seu Bira também fez questão de comentar que não contou para ninguém que era pai do ator global. “Ninguém sabia. Nem imprensa e nem o pessoal daqui, e eu não coloco o nome dele em nada. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Não teve influência nenhuma. Foi uma seleção e felizmente eu fui selecionado”.

Ele disse ainda que já fez outros trabalhos em anonimato e que Fabrício é um grande apoiador.  “Ele achou ótimo. Me incentivou: ‘vá fundo meu pai, jogue duro’. Ainda mais quando ele viu os elogios, de outras pessoas que mandaram para ele mensagens achando bacana, ele ficou muito feliz e eu também”, enalteceu.

Fabrício Boliveira, ator baiano filho de Seu Bira. (Foto: Reprodução / João Cotta – TV Globo)

Sobre o público? Alegria total. “Aí eu danço, pulo, chamo o pessoal para tirar foto. Até o pessoal das lojas vem tirar foto comigo”, destacou.

Temática

Para o Natal de 2019, o shopping buscou inspiração no “Natal de Madagascar”, conforme pontuou a gerente de marketing do estabelecimento baiano, Ivanir Mattos.

“Neste ano, trazemos o lúdico Natal de Madagascar. Esta ilha é central na história do filme e fica na África, que, por sua vez, tem tudo a ver com Salvador. Por isso, pensamos em criar um ambiente que, além da fantasia do Natal, trouxesse representatividade e aproximação, de forma que as pessoas, sobretudo às crianças de Salvador, se reconheçam no Natal do Center Lapa”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*