Sesab confirma dois casos de sarampo na Bahia

Os dois pacientes são moradores de Ilhéus, no sul da Bahia, e foram diagnosticados com o tipo selvagem da doença

sarampo
Dois casos foram confirmados na Bahia

A Secretaria de saúde da Bahia (Sesab) confirmou dois casos de sarampo no estados. Os dois pacientes são moradores de Ilhéus, no sul da Bahia, e foram diagnosticados com o tipo selvagem da doença, que é compatível com o paciente que veio doente de Manaus (AM) no mês de setembro.

De acordo com a Sesab, inicialmente, a suspeita era que o vírus pudesse ser vacinal, uma vez que os pacientes tinham sido imunizados recentemente. No entanto, um segundo exame realizado pela Fiocruz comprovou o mesmo genótipo do caso importado de Manaus, que circula no estado do Amazonas e na Venezuela.

Recomendação

Diante do resultado dos exames, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) faz recomendação aos municípios para a notificação imediata de todo caso suspeito de sarampo que se enquadre na seguinte definição: pessoa com febre e exantema, acompanhada de tosse, coriza ou conjuntivite, independente da idade, situação vacinal anterior, deslocamento para áreas de risco nos últimos 30 dias ou contato com pessoas que tenham se deslocado para áreas de risco nesse período.

Histórico 

A Bahia não tinha casos autóctones de sarampo desde 1999. Em setembro de 2018, quando foi confirmado o caso importado de Manaus, a Sesab imediatamente orientou o município de Ilhéus a intensificação das ações de vacinação, vigilância, prevenção e controle.

O resultado dessas ações apresentou oito notificações de casos suspeitos. Dentre esses, dois apresentaram contato indireto (mesmo local de trabalho) com o caso confirmado importado de Manaus. Desses oito casos, dois foram descartados, dois confirmados e quatro ainda permanecem em investigação.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*