Simões Filho: Edson Almeida diz que permanece no PT e fala de sua contribuição para a eleição municipal

Declaração do ex-gestor desmentiu algumas informações que circularam na cidade através das redes sociais, sobre uma possível saída de Edson do PT.

Na tarde desta terça-feira, 07, o ex-prefeito de Simões Filho, Edson Almeida concedeu entrevista por telefone no programa Bahia No Ar, apresentado pelo radialista Roque Santos.

Na ocasião, “irmãozinho”como é mais conhecido na cidade, revelou qual será sua contribuição para a eleição municipal prevista para ocorrer em outubro deste ano. Inicialmente o ex-prefeito afirmou que permanece no Partido dos Trabalhadores (PT) e disse que não pretende deixar a sigla. A declaração do ex-gestor desmentiu algumas informações que circularam na cidade através das redes sociais, sobre uma possível saída de Edson do PT.

Edson também comentou a pré-candidatura de Cezar Diesel a prefeito e enfatizou que o partido cometeu um erro, tendo em vista que todos já tinham a certeza plena que candidatura em questão não iria vingar.

” Faz parte do jogo, faz parte da política, a gente tem que dar a volta por cima, levantar, trabalhar, nós temos que fazer isso”, disse.

Questionado sobre qual o nome do partido deveria compor a chapa majoritária, que possivelmente será encabeçada por Eduardo Alencar (PSD), o ex-prefeito disse que não poderia citar nomes, porque existem pessoas de outros partido aliados que poderão ser o candidato a vice e concluiu que a definição ocorrerá mais para frente.

Por fim, Edson explicou porque está no grupo de Alencar seu ex-adversário político e não no grupo do prefeito Diógenes Tolentino (MDB) que já seu vice na época em que foi gestor da cidade. Edson garantiu que não existe nenhum problema pessoal entre ele e Dinha e justificou que a questão partidária é o principal motivo na permanência do grupo.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*