Sobrevivente de tragédia de Mar-Grande estava em incidente de sexta (06/10)

A embarcação teve um princípio de incêndio pela manhã desta sexta (06/10), na mesma travessia que se transformou em tragédia há pouco mais de um mês.

Foto: Juliana Almirante/G1

Sobrevivente do naufrágio da lancha Cavalo Marinho I, em Mar Grande, quando quase 20 pessoas morreram, o sonoplasta Edvaldo de Almeida passou por outro momento de terror nesta sexta-feira (06/10), ao notar que a lancha Costa do Sol 2 pegava fogo.

A embarcação teve um princípio de incêndio pela manhã, na mesma travessia que se transformou em tragédia há pouco mais de um mês. “Eu já estava abalado com a situação [do naufrágio], porque ainda não me recuperei, e agora, com mais essa, é procurar um psicólogo mesmo”, disse ao G1, logo após desembarcar no terminal do Comércio, em Salvador.

A embarcação que pegou fogo nesta sexta pertence à mesma empresa que era dona do barco que naufragou. Os passageiros perceberam que o motor pegava fogo por volta das 6h45, 15 minutos depois de deixarem o terminal de Vera Cruz, e começaram a colocar coletes salva-vidas por precaução. A tripulação controlou o fogo com extintores e a lancha seguiu viagem com apenas um motor. Após o incidente, o Ministério Público do Estado (MP-BA) informou que pedirá a suspensão temporária do serviço e a realização de exames periciais, para que seja cassado o contrato firmado com as empresas que operam o serviço em 2012.

Leia também:

4 Comentário

  1. O povo e complicado viu! Rapaz não precisa de MP pra barra a travessia. O povo não usa mas as lanchas e pronto ou reforma e cumpre as nornas ou é falência. Gaste um pouco mais e não ponha sua vida em risco. Se outra lancha vira e matar mas gente a única coisa que vão receber é lembrança da mídia que tá dando plantão ai no cais prá no próximo acidente não perde um lance. Dinheiro pra indenização não têm nem prá estas vítimas imaginar prá outras que tá pra vim, povo burro esquecê esse tipo de travessia. Ou então continua entrando na fila da morte, uma hora ela chega.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*