Suspeito de envolvimento no caso Marielle se entrega à polícia

Um dos homens apontados como chefe da milícia de Rio das Pedras, Jorge Alberto Moreth, chamado de Beto Bomba, pode estar envolvido nos assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. O suspeito se entregou nesta sexta-feira (24) à Polícia Civil.

O Ministério Público do Rio de Janeiro chegou ao suspeito por meio do Disque Denúncia, segundo informação da TV Globo. De acordo com o MP, a Associação de Moradores de Rio das Pedras, na qual ele ocupou cargos importantes, era quartel-general dos milicianos e usada para legalizar bens imobiliários ilegais.

O suspeito estava foragido desde janeiro, quando a Operação Intocáveis começou as investigações.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*