Tempestade Dennis: ventos de até 146km/h e mortos no Reino Unido

Ventos causaram transtornos em diversas partes da Inglaterra e do País de Gales

Foto: Sameer Al-Doumy/AFP

A tempestade Dennis continuou a causar inundações no Reino Unido neste domingo, 16, com ventos que atingiram velocidade superior a 140 km/h. Equipes de resgate precisaram usar botes para resgatar pessoas ilhadas em casas, no País de Gales.

No sábado, dois homens foram encontrados mortos no mar próximo a Kent, no sudeste da Inglaterra. Ambas as mortes estão relacionadas à passagem da tempestade Dennis.

Por causa da intensidade do fenômeno, o governo britânico declarou alerta vermelho para as inundações, consideradas extremamente perigosas pelas autoridades de defesa civil. É a primeira vez que um aviso do tipo é emitido no Reino Unido desde dezembro de 2015.

De acordo com o Escritório de Meteorologia britânico, os ventos no País de Gales chegaram a 146 km/h no sábado. Além disso as autoridades registraram 157,6 milímetros de chuva em 48 horas na região.

A tempestade Dennis também causou transtornos ao sistema de transporte no Reino Unido, com linhas de trem paralisadas em diversas partes do país. Companhias áreas cancelaram centenas de pousos e decolagens neste fim de semana e várias competições esportivas agendadas, incluindo a Copa da Inglaterra feminina de futebol, partidas de rugby e corridas de cavalos.

É a segunda vez em uma semana que tempestades de grande porte atingem a Europa Ocidental. Na segunda-feira, 10, a tempestade — chamada de Sabine na Alemanha — causou inundações e levou ao cancelamento de voos e atrasos nos sistemas de trens europeus.

Os efeitos da tempestade Dennis também foram sentidos na França. Na Bretanha, região do noroeste francês, houve queda de energia em aproximadamente 14 mil casas, segundo a empresa local de eletricidade. Segundo autoridades francesas, as rajadas de vento chegaram a 120 km/h no país. Por causa da ventania árvores caíram — algumas sobre os trilhos do sistema ferroviário francês, o que também provocou atrasos para quem tentou viajar de trem neste fim de semana.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*