Travesti é encontrada morta com as mãos amarradas e marcas de tiros, em Águas Claras

A vítima trata-se de Camila Albuquerque, que residia no bairro de Cajazeiras III

A Polícia Civil começou a investigar as circunstâncias da morte de uma travesti, ocorrida no bairro de Águas Claras, em Salvador, na manhã desta quarta-feira (15).

O corpo dela foi achado na Avenida 2 de julho, próximo à rotatória que dá acesso ao bairro de Cajazeiras 11, atrás de uma caixa de lixo, com as mãos amarradas e marcas de tiros. A vítima trata-se de Camila Albuquerque, que residia no bairro de Cajazeiras III.

O crime será investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

Leia também:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*