Urgente: sem salários, médicos pedem demissão do Hospital Geral de Camaçari

Por conta da situação, o atendimento no hospital ficará restrito a casos extremamente graves.

Foto: Divulgação

A situação do Hospital Geral de Camaçari (HGC) que já não era boa, parece que vai piorar ainda mais.

Informações chegadas ao Bahia No Ar nesta quinta-feira, 17, dão conta de que, ao menos oito médicos que atendiam na unidade gerida pelo governo do estado, pediram demissão.

Conforme as informações, os pedidos de desligamento teriam ocorrido durante uma reunião na tarde de ontem. O motivo principal das demissões, seria o atraso no pagamento dos salários que já somam três meses. Por conta da situação, o atendimento no hospital ficará restrito a casos extremamente graves.

Em conversa com o BNA, o diretor administrativo do HGC, Alex Girad, explicou que o atendimento na unidade está reduzido por conta de outros motivos a exemplo; de médicos que estão de férias ou licença premium. Sobre s pedidos de demissão, o diretor disse que o número informado não procede e ressaltou que os médicos em questão permanecem trabalhando, tendo em vista, que os profissionais vão cumprir aviso.  O diretor não confirmou se os salários estão atrasados.

 

10 Comentário

  1. Cadê? o governador (Rui Costa ) que a Bahia inteira elegeu ? Cade? As promessas que ele fez a saúde de Camaçari? Ou ele só sabe fazer propaganda do que não faz! Acorda povo !!! O PT e uma máfia malditda que ate hj so ilude o povo necessitado ? sem informação sem entendimento , acorda!!

    • Leia a matéria e intérprete o texto (não é muito difícil), a parte que pediu demissão é remunerada pelo Governo Tamanho G. Há, e o Lula tá preso babaca.

  2. O pior é quando chega na tal UPA da Gleba A sem , enfermeiras capacitada e agora apareceu uma tal médica de pré nome Andresa sales sem nenhuma capacidade para atender Pacientes com doenças crônicas degenerativas etc…

  3. A saúde pública da BA , a SEGURANÇA e a EDUCAÇÃO é tudo tamanho “G” . Mas o povo ALIENADO idolatra e venera essa turma e ainda advogam , q absurdo .

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*