Vereador Luciano Almeida emite nota pública após receber socos de vereador do patriota, em Simões Filho

Vereador Luciano Almeida. (Foto: Reprodução / Arquivo pessoal)

Na tarde desta quinta-feira (17), o vereador Luciano Almeida (MDB) emitiu uma nota pública detalhando o fato ocorrido na última quarta-feira (16), durante uma reunião na Câmara de Vereadores de Simões Filho. Na ocasião, o parlamentar recebeu dois socos no rosto do também vereador Adailton Caçambeiro (Patriota).

Veja a nota emitida por Luciano Almeida na íntegra:

“NOTA DE ESCLARECIMENTO

Como vereador de Simões Filho, venho desenvolvendo meu trabalho no Legislativo Municipal, de forma a honrar o compromisso que assumi com os moradores, buscando melhorias para as comunidades, junto ao Poder Executivo.

Considerando que como vereador tenho a prerrogativa de ouvir os cidadãos em suas necessidades; fiscalizar a atuação de executivo, contribuindo com sugestões de melhorias; apresentar projetos de indicação e criar leis que beneficiem a população, lancei o Projeto Gabinete Itinerante, onde saio todos os dias com a minha assessoria para visitar os bairros da cidade a convite das comunidades e ouvir a população, encaminhando todos os pedidos para a Prefeitura Municipal.

Para minha surpresa, esse trabalho começou a incomodar algumas pessoas que passaram a me ameaçar publicamente e me coagir a parar com o Projeto Gabinete Itinerante, com único objetivo de tentar frear os avanços que temos conquistado para ajudar a população.

De forma lamentável, o vereador Adailton Caçambeiro, no dia 14/10/2019, ao me encontrar nas ruas da cidade com minha equipe, nos abordou com palavras ofensivas, iniciando uma discussão, pois estávamos acompanhando e fiscalizando a realização de obras de infraestrutura na cidade, QUE SÃO ATRIBUIÇÕES DO PODER EXECUTIVO, POIS VEREADORES NÃO REALIZAM OBRAS, passando a coagir nossa equipe.

Após esse episódio, na tarde de quarta-feira  (16/10/2019), durante reunião da CCJ – Comissão de Constituição e Justiça, dentro da Câmara Municipal de Simões Filho, na presença de outros vereadores, membros da comissão, bem como do Presidente da Câmara, vereador Orlando de Amadeu, o vereador Adailton Caçambeiro levantou  e me agrediu fisicamente de forma traiçoeira  recebi um soco no meu rosto e não revidei, não houve briga nenhuma fui pego de surpresa,  causou grave lesão no meu olho esquerdo com principio de vazamento, sendo contido por demais colegas vereadores.

Com lamentável postura do vereador Adailton Caçambeiro, que não entende que vivemos em um estado democrático de direito, onde posturas repugnantes como essa, que visam fragilizar a democracia, não são mais aceitas pela sociedade de bem, deixo a minha consternação com o fato e informo que já tomei as medidas cabíveis.

Compareci imediatamente na 22ª DT – Simões Filho e registrei o BO- Boletim de Ocorrência, baseado na LEI 2848 em seu Artigo 129 que versa de Lesão Corporal; em seguida estive realizando o Exame Médico Legal (corpo de delito) e já acionei meu advogado para entrarmos com processo contra o edil. Estamos buscando embasamento jurídico para também recorrermos ao Regimento Interno da Câmara, para que o vereador responda processo no Conselho de Ética e seja também penalizado, dentro dos limites legais do legislativo.

Esse fato não poderá mais se repetir no Legislativo Municipal e deve servir de exemplo para que vereadores e pré-candidatos saibam que a DEMOCRACIA deverá prevalecer em qualquer situação.

Sigo me recuperando das lesões e em avaliação médica para possível cirurgia no olho esquerdo. Agradeço a Deus e a todos os meus amigos e irmãos que estão orando pela minha recuperação, que Deus recompense a todos!

Atenciosamente,

Luciano da Silva Almeida

Vereador de Simões Filho”

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*