Vitória divulga demonstrações financeiras do primeiro semestre de 2018

Os dados também estão disponíveis no site oficial do clube

Foto: Maurícia da Matta/Divulgação/EC Vitória

Na noite desta terça-feira (7), ocorreu uma reunião do Conselho Deliberativo onde o presidente Ricardo David, representando o Conselho Diretor, divulgou as demonstrações financeiras do primeiro semestre de 2018 (divididos em dois trimestres), comparando com o primeiro semestre de 2017, apresentados aos conselheiros do Vitória.

As demonstrações foram realizadas pela empresa Campos Serviços Contábeis Especializados, que dividiu em três partes: balanço patrimonial , demonstração de resultado e demonstração da mutação de patrimônio líquido.

No primeiro trimestre de 2017, o clube tinha como ativos (fluxo de caixa, dinheiro a receber e outros créditos) pouco mais de R$ 37 milhões e no primeiro semestre de 2018 pouco mais de R$9 milhões. O fluxo de caixa, por exemplo, caiu de R$ 30.575.160,00 em 2017 para R$ 5.710.932,00. Um decréscimo no valor de R$24.864.228,00.

Quanto aos gastos com o futebol profissional, houve um acréscimo nos primeiros três meses de 2018 em relação ao mesmo tempo de 2017, porém uma diferença pouca: de R$ 11.561.237,00 subiu para R$ 12.349.430,00. As receitas também subiram: de R$ 30.228.192,00 em 2017 para R$ 31.891.616,00 em 2018.

O patrimônio líquido do clube (fundo patrimonial, reavaliação de ativos próprios, superávits e déficits), no primeiro trimestre de 2017 foi de R$ 38.968.410,00, enquanto em 2018 ficou com saldo de R$ 4.995.343,00 negativos, ou seja, em déficit.

No segundo trimestre de 2017, resumidamente, os ativos estavam com saldo de R$ 25.973.881,00 e em 2018 ficou em R$ 7.222.063,00. Os gastos com o futebol profissional diminuíram e a receita aumentou em 2018, saindo com um saldo positivo de R$ 16.730.933,00 e no mesmo período em 2017 teve um saldo de R$ 9.114.419,00. O patrimônio líquido no segundo trimestre de 2017 estava no valor de R$ 30.202.795 (uma queda de pouco mais de R$ 8 milhões em comparação ao primeiro semestre de 2017), em 2018 aumentou o déficit para R$ 6.505.918,00, aumento de pouco mais de R$ 1,5 milhão em relação ao primeiro trimestre.

As demonstrações financeiras estão disponíveis no site oficial do clube, com todos os valores e suas discriminações, além do comparativo com o exercício do ano anterior nos dois primeiros semestres.

 

Com informações do site Arena Rubro-negra

1 Comentário

  1. Será q vcs da direção técnica do Vitória, não percebem q o problema do time se chama Neílton, joga muito pouco para o q ganha.
    Para comprovar o q falo é só assistir os vídeos dos jogos passados, este jogador costuma errar oitenta a noventa por cento de tudo q faz em campo, logo quem tem q criar as jogadas. Vcs estão cegos!
    Também tenho várias observações sobre o sistema técnico e tático deste grupo.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*