“A nossa saúde é a alegria. Se não tem alegria o coração fica triste, o corpo todo”, a frase simples de significado grandioso pertence ao Pedro Francisco de Paula, mais conhecido como “Seu Pedro”, de 94 anos. Dono de uma energia contagiante e cheio de amor pela vida, ele reside a mais de 50 anos na localidade de Vila de Abrantes, distrito de Camaçari, que neste sábado (28) completa 261 anos de emancipação política.

Foi pensando em homenagear o município, sobretudo os cidadãos camaçarienses que fazem da “cidade industrial” também a “cidade da esperança”, que o BNA deu início a uma série de reportagens trazendo um pouquinho da história de Camaçari contada, em partes, pelo povo.

É em Vila de Abrantes que está situada a histórica Igreja do Divino Espirito Santo, parte das antigas instalações dos jesuítas no local, primeiro templo católico da Diocese de Camaçari e Patrimônio Cultural, tombado em junho de 2016.

Igreja do Divino Espirito Santo. (Foto: Reprodução)

Segundo seu Pedro, em conversa com a repórter Dani Oliveira do BNA, na época em que ele e a família foram morar na Vila, o cenário era bem diferente. O chão era de barro e perto da igreja ficava um de seus locais favoritos: o “campo da bola”. Com brilho nos olhos e cheio de nostalgia, ele relembrou as inúmeras partidas de futebol e demais atividades de lazer que aconteciam no campo e faziam a diversão da garotada de idade, bem como de coração.

E por falar em coração, o de seu Pedro é realmente como “de mãe”.  Ele contou que seu desejo era poder presentear cada morador camaçariense com alguma “lembrancinha especial”. Entretanto, pode-se considerar que um possível “presente” já foi dado e sua dimensão amplifica o toque, é puro sentimento: a celebração da existência de pessoas que propagam um brilho indescritível à história do município.

Seu Pedro, recebeu da Câmara de Vereadores a Medalha Zumbi dos Palmares. (Foto: Dani Oliveira / BNA)

Seu Pedro, que recebeu da Câmara Municipal a Medalha Zumbi dos Palmares (atribuída a pessoas, grupos ou entidades que se destacam na luta em defesa dos afrodescendentes e no combate ao racismo e à intolerância religiosa), é pai de 6 filhos. Questionado sobre a quantidade de netos, com seu humor peculiar, ele avaliou: “só contando na dormida no pé do pião [risos]”.

Com esse camaçariense a diversão é realmente garantida na Vila. Dono de uma barraquinha na localidade e do famoso bordão “ é um negocinho sério”, Seu Pedro segue espalhando uma grande característica do povo de Camaçari: a “alma aguerrida”, ressaltada na letra do hino municipal, composta pelo poeta Enoque Manoel Norberto.

0 0 voto
Article Rating