VLT: Consórcio e empresas são habilitadas para licitação de consultoria

Ilustração do VLT Salvador. (Foto: Reprodução)

A certificação da implantação do VLT (Veículo Leve de Transporte), que vai ligar Salvador à Ilha de São João, em Simões Filho, município da região metropolitana, já conta com um consórcio e duas empresas habilitadas para o processo de licitação.

Segundo publicação no “Diário Oficial do Estado”, desta quinta-feira (5), foram habilitados o Consórcio Consultor ER – VLT/Monotrilho, formado pelas empresas Engevix Engenharia e Projetos S.A. e RK Engenharia e Consultoria Ltda; a Concremat Engenharia e Tecnologia S.A. e a Future ATP Serviços de Engenharia Consultiva Ltda.

O projeto do VLT estima que o equipamento também chegue à estação Acesso Norte do metrô, perfazendo um total de 22 quilômetros de extensão. O investimento é de R$ 2 bilhões e, junto com a obra do novo trecho do metrô, serão gerados mais de cinco mil empregos. O VLT deve substituir os trens do Subúrbio.

A previsão do governador do Estado, Rui Costa, que foi à Câmara apresentar o projeto no mês passado, é de que as obras comecem em outubro deste ano, e que durem dois anos.

Presentemente, a passagem dos trens do Subúrbio custam R$ 0,30. O preço praticado no VLT será o mesmo do metrô que é de R$ 4, com integração, e de R$ 3,70, sem integração.

Os possíveis impactos urbanos e ambientais causados pela construção do VLT são alvo de um inquérito civil do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*