Foi adiada, pela segunda vez, a votação que diz respeito ao plantio de maconha para fins medicinais. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu não seguir a protelação na data programada após uma reunião da diretoria realizada na manhã de ontem (15), em Brasília.

A primeira votação estava marcada para a última terça-feira (7), porém, também havia sido reagendada após os diretores Fernando Mendes e Antônio Barra Torres solicitarem vistas do processo.

Ademais a permissão para plantar a erva, o registro de medicamentos com base da substância também foi discutido.

0 0 voto
Article Rating