Adriana Araújo está de saída da bancada do Jornal da Record (JR). A jornalista, que foi contratada em 2006, não voltará já na edição da próxima segunda-feira (22). Na sexta-feira (19), Adriana já não apareceu na paresentação do telejornal, que foi comandado por Janine Borba.

Segundo testemunhas, a decisão pode estar supostamente associada à dois motivos: as críticas de Adriana nas redes sociais, sobre a cobertura realizada pela Record a respeito dos dados do novo coronavírus (Covid-19) no país, ou mesmo por problemas pessoais.

Adriana será substituída por Christina Lemos, conhecida por seu trabalho na cobertura da política em Brasília. Ela chegará ao JR na segunda-feira e dividirá a bancada com Sérgio Aguiar, que está apresentando o telejornal provisoriamente até o retorno do titular Celso Freitas, afastado por causa da pandemia da Covid-19.

Christina Lemos / Foto: Reprodução

Em abril, conforme informações do Notícias da TV, após uma crise de choro na edição do telejornal, Adriana chegou a sair de férias, no dia seguinte ao fato. No entanto, desde que  retornou, ela continuou travando uma luta diária nos bastidores da emissora, tentanto estipular uma cobertura menos “chapa-branca”. Porém, a orientação da casa é por um tratamento mais “suave”, “sem histórias dramáticas”, “sem críticas ao governo”.

Agora, Adriana passa a apresentar o “Repórter Record Investigação”.

0 0 voto
Article Rating