Salvador amanheceu sem ônibus nesta sexta-feira (28), mas as atividades já começaram a ser retomadas após assembleia promovida entre as 4h e 8h pelos rodoviários da capital.

A categoria se encontrou hoje a fim de discutir a proposta de reajuste de 7,59% feita em reunião com participação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na quinta-feira (26). Uma nova reunião deve ser realizada na segunda (31).

A prefeitura de Salvador chegou a montar uma operação de emergência de transporte, utilizando veículos do Sistema de Transporte Especial Complementar (STEC) para minimizar os impactos da interrupção dos serviços prestados pelos ônibus do transporte público.

A frota do STEC, no entanto, se mostrou incapaz de atender ao volume de passageiros da capital e diversos pontos de ônibus tiveram aglomerações de passageiros nesta manhã.

Reivindicações dos rodoviários

Os rodoviários reinvindicam não só reajuste salarial, mas também cestas básicas para membros da categoria que estão afastados, pedem também que não seja descontado o tíquete dos trabalhadores afastados por Covid-19 e a revisão da compensação das horas extras.

A categoria sofreu ainda derrota na justiça, quando a liminar ajuizada pelo Sindicato dos Rodoviários, que permitia trabalhadores acima dos 18 anos serem vacinados contra a Covid-19, foi derrubada pela prefeitura liderada por Bruno Reis (DEM).

0 0 votos
Article Rating