Uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), na Prefeitura de Candeias, identificou falta de planejamento, irregularidades e inconsistências nos processos de compra, armazenamento e distribuição de medicamento no exercício de 2019.

O relatório da auditoria foi analisado e julgado pelo TCM nesta terça-feira (24).

A secretária municipal de saúde, Soraia Matos Cabral, foi multada no valor de R$5 mil.

Já o prefeito Dr. Pitágoras (PP) foi advertido quanto a sua responsabilidade, em função do cargo que exerce, de fiscalizar o cumprimento adequado e eficaz das delegações a secretários municipais, de sua livre escolha e nomeação.
A decisão cabe recurso.

De acordo com o TCM, durante a auditoria foram encontrados medicamentos com prazo de validade expirado, a presença de mofo, sujeira e diversos objetos amontoados no almoxarifado, ausência de extintores de incêndio em algumas unidades e ar condicionado em mau estado de conservação, com gotejamentos em cima da prateleira de medicamentos na farmácia básica.

0 0 votos
Article Rating