Em entrevista ao jornalista Rodrigo Capelo, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani opinou sobre a adequação do calendário brasileiro ao europeu – que vai de agosto a maio do ano seguinte. Para o mandatário do Esquadrão, a ideia é boa, mas precisa de planejamento e tempo.

“Seria bom para o Brasil se a gente conseguisse ter um calendário equivalente ao europeu. Conceitualmente, é muito bom. Qual é o problema? Se isso for feito nas circunstâncias atuais, pode ter certeza que os clubes quebram absolutamente este ano. Isso seria feito sem o mínimo de planejamento de médio prazo. Isso para ser feito tem que ser programado com dois ou três anos de antecedência […] Como é que faz isso sem planejamento? É impossível, eu diria, ajustar esse ano, salve se houver uma repactuação econômica que dê aos clubes a capacidade de se planejar e se preparar. Todos os clubes estão imbuídos para manter o formato, pontos corridos, quando der para começar com segurança sanitária.”, afirmou o presidente do Bahia.

Sem previsão de retorno às atividades e competições, o Tricolor dará férias coletivas a todos funcionários do clube a partir desta quarta-feira (1º), até o dia 20 de abril, podendo ser prorrogadas por mais dez dias, caso a emergência sanitária no país não seja finalizada.

0 0 voto
Article Rating