Coronavírus: com praça de São Pedro vazia, Papa concede indulgência plenária

Foto: Reprodução / Guglielmo Mangiapane - Reuters

Na tarde desta sexta-feira (27), por volta das 14h, diante da imensa praça de São Pedro vazia, o Papa Francisco rezou e, em seguida, concedeu a bênção e a indulgência plenária ao mundo por conta da pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19). De acordo com averbações passadas, o momento representa um fato inédito, ou seja, não há registro de gesto semelhante na biografia do Vaticano.

A bênção “Urbi et Orbi” (à cidade e ao mundo), permite que mais de 1,3 bilhão de católicos obtenham a indulgência plenária,  que significa o perdão dos pecados. Ela é a mesma que os pontífices costumam transmitir apenas no dia 25 de dezembro (nascimento de Jesus) e no domingo de Páscoa (ressurreição de Jesus).

Em nota, o Vaticano destacou: “Um momento de graça extraordinária que nos dá a oportunidade de viver esse tempo de sofrimento e medo com fé e esperança”.

Desde que o novo coronavírus se expandiu na Europa, o Papa se pronunciou em várias ocasiões, sempre lembrando, sobretudo, dos profissionais de saúde , que estão na linha de frente da luta contra o vírus. Francisco chegou a pedir aos padres para também acompanharem os doentes e moribundos.

O Papa, que teve que limitar suas ações e agenda para evitar possíveis contágios pela doença, agora se prepara para celebrar a primeira Semana Santa da era moderna, sem fiéis e sem as tradicionais procissões características do momento.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*