O vídeo em que uma ex-funcionária da Ford de Camaçari queima a farda que utilizava na empresa está circulando na internet, nesta quarta-feira (20). Segundo ela, a ação foi um protesto devido ao desrespeito demonstrado pela gigante norte-americana para com os trabalhadores.

A mulher, ainda não identificada, gravou o vídeo em resposta aos colegas de um grupo de Whatsapp. Também ex-funcionários da montadora, eles planejavam escrever seus nomes e os de seus dependentes nas suas fardas, pendurando nos alambrados do complexo de Camaçari. A intenção do ato, que ainda pode ser realizado, seria promover uma comoção, mas a protagonista do vídeo viral discordou.

“Não concordo com nome escrito na camisa, porque eu não estou morta, estou aqui para lutar pelos meus direitos e vou mostrar o que será meu protesto para a Ford”, disse logo antes de colocar fogo em sua farda. Segundo ela, veio adquirindo carros Ford ao longo dos anos, algo que não fará mais. Em sua opinião, todos os brasileiros deveriam tomar a mesma atitude, por conta da falta de consideração demonstrada pela empresa.

Na web, em sua grande maioria, os comentários feitos sobre o vídeo tratam-se de elogios à sua atitude. Há inclusive quem concorde com a proposta de boicote contra a montadora.

Assista ao vídeo:

5 2 votos
Article Rating