Lava Jato: MEC deixa de usar mais de R$ 1 bi recuperado

Foto: Reprodução / WIKIPEDIA

Os recursos destinados às ações de educação básica, oriundos do fundo de valores recuperados pela Operação Lava Jato no valor de R$ 2,6 bilhões, não foram aplicados pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. O montante foi disputado e dividido entre sete ministérios.

Segundo informações da Folha, mesmo com o discurso exibido pelo governo de Jair Bolsonaro sobre o direcionamento dos recursos para a educação, Abraham Weintraub foi o único que não deu finalidade à verba, ainda que a pasta tenha ficado com a maior fatia do fundo ( mais de R$ 1 bilhão).

Ainda segundo a reportagem, o MEC assegurou que o dinheiro não foi aplicado, mas revelou que a verba ainda será usada.  O Ministério da Economia disse que os recursos parados acabaram inflando a contabilidade do governo federal, o que teria motivado a redução do rombo das contas públicas do ano passado.

Para o orçamento de 2020, que não prevê dinheiro do fundo, técnicos do governo seguem debatendo medidas de como evitar perder os recursos.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*