Moema Gramacho anuncia PL para mudar nome de Lauro de Freitas

Santo Amaro de Ipitanga é o antigo nome do município de Lauro de Freitas.

Foto: Divulgação

O nome da cidade de Lauro de Freitas poderá ser mudado para Santo Amaro de Ipitanga. Pelo menos essa é a intenção da prefeita do município, Moema Gramacho. A declaração foi feita nesta quarta-feira (15) durante celebração eucarística na Igreja Matriz de Lauro para celebrar o padroeiro Santo Amaro de Ipitanga.

De acordo com a prefeita, ela vai enviar um projeto de lei à Câmara de Vereadores, como forma de “reconhecer a história do povo do município”. enviarei a Câmara de Vereadores, para aprovação, o Projeto de Lei que defende o nome Santo Amaro de Ipitanga como o fidedigno desta cidade” disse Moema.

A petista ainda tem o apoio do arcebispo primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, que esteve presente nas comemorações de hoje. “Ao refletir a história de Santo Amaro de Ipitanga, penso que ele é quem deveria ainda ser o nome desta cidade”, defendeu o sacerdote.

Santo Amaro de Ipitanga é o antigo nome do município de Lauro de Freitas. A mudança de nome foi proposta na época pelo vereador soteropolitano Paulo Moreira de Souza, em homenagem a Lauro Farani Pedreira de Freitas, candidato a governador do Estado em 1950 e falecido em acidente aéreo em Bom Jesus da Lapa, em plena campanha.

15 Comentário

  1. Gostei do nome. Tem todo meu apoio pela mudança, pois ninguém nem sabe porque esse nome de Lauro de Freitas. Pelos menos teremos cidade com um nome mais apropriado e que resgata a história do município.

  2. Para recuperação da cidade não há iniciativa. A rua Gerino de Souza ( antiga estrada do trabalhador) é um dos exemplos do descaso. Merece requalificação, com praças etc.

  3. Santo Amaro x Santo Amaro de Ipitanga

    Com o nome só de Santo Amaro a antiga Vila de Nossa Senhora da Purificação e Santo Amaro experimentou o seu declínio econômico. Eu, e mais alguns santoamarenses sempre pensamos em mudar o nome de Santo Amaro para Nossa Senhora da Purificação ou oficializar o nome Santo Amaro da Purificação (uma tentativa de elevar a autoestima do povo). Agora, a prefeita de Lauro de Freitas propõe a mudança do nome daquela cidade próspera para Santo Amaro de Ipitanga (Mulher, time que tá ganhando não se mexe!). Brincadeiras à parte, esta proposta não traz os benefícios que pensa trazer para Lauro de Freitas e ainda traz malefícios para a imagem já combalida da Velha Santo Amaro do Recôncavo. Duas cidades com nomes similares a 80 km de distância uma da outra é um caso a ser visto por diversos ângulos. A cidade de Santo Amaro, assim como Cachoeira, tem nome de cidade desde 1837. A cidade de Lauro de Freitas tem nome de cidade a partir de 1962. A história de Santo Amaro arroga-se do primeiro registro em 1557, a Igreja de Santo Amaro do Recôncavo 1667 e a Igreja da Purificação em 1608. A História de Santo Amaro de Ipitanga tem com registro primaz 1758. Penso com meus botões: Porque o Arcebispo Local deixa a Igreja histórica de Santo Amaro pertencer à Paróquia do Rosário no Recôncavo, mesmo sendo o nome da cidade? Penso também: Porque o Arcebispo Primaz apoia a mudança do nome de uma cidade exitosa em sua jovem existência, ajudando a confundi-la com uma mais antiga, no mesmo Estado? Cidade antiga de Santo Amaro, que inclusive é negligenciada pelo vetor de desenvolvimento da Bahia juntamente com as demais cidades do Recôncavo por onde não passa a BR 101.
    Quais os custos dessa mudança? Quais interesses a mudança pode ferir? Este é um assunto somente da Cidade de Lauro de Freitas? Este é um assunto da Igreja? São tantas as perguntas que me faço!
    De uma coisa eu tenho certeza, a minha vontade de mudar o nome de Santo Amaro para Nossa Senhora da Purificação, mais do que uma correção histórica, parecia um capricho meu, que sou devoto de Nossa Senhora. Ao que parece mudar o nome de Lauro de Freitas é também mais um capricho do que uma correção histórica.

    Nesse Estado Laico em que vivemos, não me custa ressaltar que Lauro de Freitas foi baiano e São Mauro (Santo Amaro) não foi nem brasileiro! (nem peçam para mudar o nome de Lauro de Freitas para Santa Dulce).

    Uma coisa eu aviso: se mudarem o nome de Lauro de Freitas, eu vou pedir para que Cachoeira volte a se Chamar Nossa Senhora do Rosário. E se me provocarem, vou pedir para Lauro de Freitas se chamar IPITANGA, Santo Amaro se chamar SUBAÉ e Cachoeira se chamar PARAGUAÇU. Essa seria a correção histórica mais condizente com a história dos partidos de esquerda no Brasil. (Salve o primeiro índio abatido da Canção de Gilberto Gil!). #Desnecessário

  4. Acho que tem coisas a fazer mas do que mudar nome de cidades,tem que olhar e a saúde precária que quando o cidadão vai fazer o procedimento tem que correr o risco de acorda cedo e enfrentar uma fila discaradamente enorme. Sei que deve ter muitos planejamentos mas o povo seria muito grato um dia se olhasse por nos nessa situações saúde e ducação, temos mesmo o antigo cadete mirim aquela região ali dava pra investir em alguma coisa em beneficios aos cidadões de respeito, colocamos vcs no poder so pra usar nosso dinheiro. mas nao culpo vcs são pq quem deveria mesmo mudar era nos brasileiros com vcs da politica.

  5. Ela não quer “mudar o nome da cidade, como foi dito na reportagem tendenciosa. Ela quer DEVOLVER o antigo nome da cidade, que foi mudado por interesses políticos (para esconder por trás de uma cortina de fumaça uma morte trágica que foi provocada por adversários politicos).
    Talkey? 😉👌

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*