Norma Angélica é nomeada como procuradora-geral de Justiça da Bahia

Foto: Reprodução / MPAC

A promotora de Justiça Norma Angélica Reis Cardoso Cavalcanti, 62 anos, ocupará o cargo de procuradora-geral de Justiça da Bahia. A nomeação, realizada pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), foi publicada nesta sexta-feira (21), no Diário Oficial.

Norma irá substituir a atual procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado, que foi responsável pelo comando do MP durante quatro anos.

No último dia 7 de fevereiro, Norma Angélica integrou a lista tríplice (resultado de uma eleição interna do órgão). Ela foi a que menos recebeu votos (260), ficando atrás dos procuradores Pedro Maia (300 votos) e Alexandre Cruz (262).

Sobre Norma Angélica

A nova procuradora-geral de Justiça é natural do município de Inhambupe, na Bahia. Ela ingressou no Ministério Público do Estado da Bahia no ano de 1992.

Norma Angélica Reis Cardoso Cavalcanti já foi promotora de Justiça nas seguintes localidades: Ibirataia, Araci, Cícero Dantas e Alagoinhas, sendo promovida para Salvador em 1999.

Norma também Coordenou o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminais (Caocrim) e foi presidente da Associação do Ministério Público da Bahia (Ampeb), bem como da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp).

2 Comentário

  1. O Ministério Público,precisa apresentar solução rápida nos processos Jurídicos.E dá importância aos pedidos de tâmite pessoal- particular, como casos de ressarcimentos de bens imóveis,de Herança, como é o meu caso que o meu irmão e o filho dele deram Golpe na Herança de meu pai, que deixou para seis filhos,quatro mulheres e dois homens,sendo que um irmão faleceu – era o Inventariante -honesto e sincero com as irmãs,o outro irmão que assumiu tomou a Herança das irmãs,que tem batalhado para recuperar a Heranç no TRi98bunal da Justiça desde 2014 e no Ministério Publico e não conseguiram nenhuma posição favorável a elas que são as herdeiras legítmas,enquanto o sobrinho que Não é herdeiro dominou a Herança. Este fato está ocorrendo no Município de Ubaira,região do Vale do Jiquiriçá. Pedimos solução URGENTE.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*