A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou, nesta quarta-feira, 03,  que vai retomar os testes com a hidroxicloroquina.

Os testes foram suspensos no dia 25 de maio, após a publicação de um estudo na revista científica “The Lancet”, que indicava não haver benefícios no uso da substância para a Covid-19. A pesquisa também apontava um risco de arritmia cardíaca nos pacientes que usaram o remédio.

Ontem (2), porém, a revista publicou uma “manifestação de preocupação” com os dados usados no estudo e disse que uma auditoria está em andamento.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que o quadro executivo dos ensaios Solidariedade, coordenados pela entidade, decidiu continuar a pesquisa com a hidroxicloroquina com base nas informações sobre mortalidade existentes.

A cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, explicou que a decisão de suspender os testes com a hidroxicloroquina foi baseada em relatórios que falavam em uma maior mortalidade nos pacientes que usavam a substância quando comparados àqueles que não a usavam.

 

0 0 voto
Article Rating