Depois da família do senador Major Olimpio, nesta quinta-feira (18), anunciar que doaria os órgãos do político, que veio a óbito por complicações da Covid-19, o Ministério da Saúde divulgou uma nota técnica sobre a contraindicação absoluta para doação de órgãos e tecidos de vítimas da doença.

Isso no caso do paciente que faleceu com vírus ativo no organismo. E mesmo que o candidato à doação faleça em 28 dias após ser considerado curado, a contraindicação permanece, com a possibilidade de análise da equipe técnica.

O diretor e membro do conselho deliberativo da ABTO, Paulo Pêgo, disse o seguinte sobre o caso: “É muito grave. Um transplante de órgãos, o receptor está imunossuprimido, e o órgão já vem contaminado por Covid, a chance da pessoa que receber o órgão morrer é muito grande”.

O óbito do senador foi atestado por morte cerebral, decorrente das complicações da Covid-19.

5 1 voto
Article Rating