Paulo Carneiro decreta fim de ingressos populares no Barradão

"Essa é uma política nova na vida desse clube", afirmou o dirigente

Na tarde deste sábado (18), o presidente do Vitória, Paulo Carneiro, concedeu uma entrevista coletiva na sala de imprensa do Barradão, antes da partida amistosa entre Vitória e Bahia de Feira.

O presidente rubro-negro afirmou que o clube vai adotar algumas medidas na venda de ingressos no Barradão. Paulo Carneiro questionou as antigas diretorias e afirmou que vai cobrar a apresentação da carteira de meia para a compra da meia-entrada, com o objetivo de profissionalizar e respeitar a relação com o torcedor.

“Essa é uma política nova na vida desse clube. Qual é a diferença dessa política de ingresso para o que aconteceu na vida do clube anterior, a meia só vai existir com carteira de estudante e já estão definidos até o final da temporada, sob qualquer circunstância, profissionalizando e respeitando a relação com o torcedor. Nas partidas decisivas os ingressos passaram a ser R$ 90 e a meia R$45”, disse Carneiro.

Setorização do Barradão

Os espaços dentro do Barradão também irão mudar. O presidente aproveitou para anunciar a setorização do clube, que contempla os sócios Rubi e Topázio, categorias novas dos planos de sócios do clube.

“Respeitando aqueles que compraram o título de sócio Rubi e Topázio, nós vamos dar personalidade a essas categorias, então está ali o espaço vermelho, que é o Rubi, o espaço cinza que é o Prata e o Topázio. O Vitória vai ter setorização, que já é um ensaio para quando o Vitória tiver a sua futura arena, então o Torcedor do Vitória vai ter que se acostumar. Agora é setorizado mesmo e quem paga mais, tem lugar mais privilegiado, que é no centro do campo. Quem paga menos, vai fugindo do centro do campo, até o fundo do gol”, destacou.

Fim dos ingressos populares

No ano de 2019, o Vitória se destacou com ingressos mais baratos em um setor destinado a torcedores com menor poder aquisitivo. No entanto, o local destinado aos torcedores gerou incômodo, com isso, o presidente do Leão resolveu adotar uma postura diferente para 2020.

“Não vai existir mais ingressos populares. Nós vamos ter mil ingressos Topázio no setor prata, para atender as pessoas de poder aquisitivo mais baixo, com renda de até R$ 1500”, afirmou.

10 Comentário

    • Besta é gastar 40,00 reais inteira para assistir um campeonato baiano defasado e com um time sub 23, e na série B pagar 60,00 reais inteira, é por isso que deixei de ser fanático com uma desgraça dessa que não vale a pena, que não consegue nem ser campeão brasileiro da série B, graças a DEUS vou parar de ser torcedor dessa merda, e esquecer porra de futebol, eu não ganho nada mesmo.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*