Pesquisa usa bactérias para estimular o crescimento de plantas

Estratégia é diminuir o custo reduzindo a adubação química

Foto: Folha PE

Pesquisadores do Laboratório Nacional de Biorrenováveis, LNBR, e do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, CNPEM, em Campinas, SP, vêm estudando uma bactéria que estimula o crescimento da planta, tornando-a mais eficaz quanto ao aproveitamento dos nutrientes do solo pela melhora do seu sistema radicular.

Esta é uma pesquisa proposta porque o uso de fertilizantes químicos é fundamental para se conseguir uma boa produtividade no campo, porém são caros e deixam resíduos no solo que podem contaminar cursos d’água. Além disso, o Brasil é altamente dependente da importação desses nutrientes, o que de alguma forma deixa nossa produção fragilizada por depender de insumos produzidos lá fora.

A pesquisadora Juliana Velasco explica que o estudo vem sendo testado em lavouras de cana-de-açúcar em São Paulo, mas poderá ser usado também em outras culturas.

“Costuma-se dizer que as relações entre micro-organismos e plantas são espécies específicas. O que minha linha de pesquisa vem vendo é que tem bactérias que são mais generalistas, então elas conseguem promover um crescimento de uma gama maior de plantas, como por exemplo o arroz e o milho”, explicou.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*