Sete suspeitos foram presos em flagrante em um laboratório para preparo de drogas localizado pela Polícia Militar no bairro de Paripe, em Salvador, na tarde de sexta-feira (14). Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), entre os capturados está uma mulher grávida e um homem monitorado por tornozeleira eletrônica.

As autoridades detalham que o lugar era monitorado por câmeras de segurança que indicavam a presença policial. Uma organização criminosa seria a responsável.

Equipes da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Paripe), encontraram o laboratório clandestino quando patrulhavam na Rua 14 de Setembro, em localidade conhecida como “Bate Coração”.

Dois homens foram avistados e correram disparando tiros após perceberem a aproximação da PM. Os criminosos entraram em uma casa abandonada. Quando as autoridades invadiram o imóvel, se depararam com mais sete pessoas embalando drogas.

Os atiradores conseguiram fugir por um compartimento de fuga, aberto no telhado da casa. Os policiais seguiram as buscas, mas a dupla não foi encontrada.

No local havia aproximadamente 1.200 pedras de crack, mais meio quilo da droga, mil trouxinhas de maconha, três balanças, embalagens para guardar os narcóticos, um caderno com anotações da venda de entorpecentes e uma capa de colete balístico.

Todo material apreendido foi levado, junto com os sete suspeitos, para a Central de Flagrantes, na Avenida Antônio Carlos Magalhães (ACM) e posteriormente para a sede do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Todos foram flagranteados por tráfico de drogas e associação. Seguem na carceragem das Delegacias de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e a Crimes Contra a Criança e Adolescente (Dercca).

0 0 votos
Article Rating