Uma criança morreu vítima de sarampo em 2020 na capital paulista. Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, até o momento essa é a única morte registrada pela doença no estado. Neste ano, foram confirmados 246 casos de sarampo em São Paulo.

Em 2019, houve 17,5 mil ocorrências e 14 mortes por complicações decorrentes do sarampo no estado.

No último dia 10 de fevereiro, foi iniciada a primeira etapa da campanha de vacinação contra o sarampo.

O foco abrange jovens de 5 a 19 anos que ainda não receberam as doses da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola.

A população nessa faixa etária pode receber as doses da vacina em qualquer posto de saúde até o dia 13 de março.

E, atenção: quem tomou a vacina Dupla Viral anos atrás, deve procurar o posto de saúde ou a rede particular para tomar o reforço da vacina para Sarampo. A Dupla Viral foi uma ofertada pelo governo federal anos atrás, em um surto, e agia contra o Sarampo e a Rubéola. Mas ela já não existe mais. Sendo assim, as pessoas que tomaram esta vacina, devem se vacinar contra o Sarampo apenas, como reforço.

0 0 voto
Article Rating