Com o apoio de uma cadela farejadora, da raça Pastor Belga Malinois, a Polícia Militar, prendeu na terça-feira, 18, na zona rural de Valença, um homem suspeito de latrocínio,que estava com mandado de prisão em aberto, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Taperoá.

Segundo a polícia, ele estava escondido num barraco abandonado, armado com um rifle e em companhia de dois parceiros, com os quais praticou diversos assaltos a mão armada na região.

Sua localização foi possível graças ao cheiro do autor e da eficiente atuação de ‘Kyra’, segundo afirmou o comandante da 33ª CIPM, tenente-coronel Alexandre Costa de Souza. “Quando do cometimento do delito, foi feita a coleta do material encontrado na cena do crime e, com o recurso do Mantrailing – técnica que consiste em apresentar ao cão o odor da pessoa para iniciar as buscas – a cadela, pela amostra do cheiro do autor encontrada na faca por ele utilizada, conseguiu trilhar o caminho percorrido por ele”, explicou Souza, garantindo ser este o primeiro caso de elucidação de crime no estado, com a ajuda de cães em busca de pessoas por odor específico.

Após concluir as diligências, que se estenderam pelas localidades do Orobó, Bonfim, Km 55 e Três Missas, juntamente com o material apreendido (rifle, três celulares e dois relógios), a Polícia Militar encaminhou o trio para a Delegacia Territorial de Valença, onde foi autuado por prática de roubo e posse ilegal de arma.

0 0 voto
Article Rating