Durante toda a vida profissional aprendemos que o difícil não é chegar ao topo, difícil é se manter. Durante mais de uma década a torcida do Bahia ouviu todo tipo de gozação, e o Bahia teve em seus elencos jogadores que causam arrepios só em lembrar, foi chacota nacional. Nosso ex rival voava em céu de brigadeiro impulsionado de muita arrogância sendo o dono do pedaço, e o Bahia como um doente quase terminal se sustentava e se mantinha vivo apoiado em dois pilares: Suas conquistas, 59 e 88 e claro sua torcida apaixonada e companheira.

O que parecia ser a pá de cal, as derrotas por 5 a 1 (eu estava lá) e 7×3 para o nosso ex rival, acabou que foi o remédio que nos curou, ali a nossa torcida tomou de fato a propriedade do nosso clube, e ali começávamos a construir o abismo entre a as duas instituições. A pandemia que assusta o mundo, que impõe a tristeza a milhares de famílias, acabou desnudando as estruturas administrativas, futebolísticas e de gestão dos principais clubes do nosso estado. Enquanto o Bahia com sua equipe de gestão, e essa é nossa diferença pois não temos uma, temos várias cabeças pensantes, a cada dia não só surpreende o seu torcedor como o Brasil, toda semana uma Live com presidente, jogadores do Bahia com frequência aparecendo em programas nacionais, hoje possuímos algo muito mais importante do que títulos, hoje possuímos o respeito. O fato mais marcante que li essa semana foi o twitter do torcedor do Grêmio, @s_pauloroberto que virou sócio do Bahia e cancelou o do Grêmio. Enquanto isso o dono do nosso ex rival informa que “ se me retar eu fecho os portões e ninguém entra “ desrespeitando o futebol feminino, preso ao passado de pseudos sucessos, de conquistas pífias, e com isso o abismo cresce ainda mais.

O fato é que o Bahia não está vivendo o hoje, o Bahia a cada dia está pensando mais à frente do seu tempo e muito à frente do tempo dos outros, conseguindo ter o seu torcedor como o seu maior patrocinador neste momento de total escassez financeira no futebol e na economia do país. É por isso que falamos BBMP em voz alta, é forma mais orgulhosa de dizer “eu amo meu clube “

Sim! Somos o clube do povo.

3.4 9 votos
Article Rating