Neto prorroga decreto em Salvador e diz que é momento de ‘ficar em casa’ e de ‘manter a limitação’

Foto: Reprodução / Instagram

Na manhã desta sexta-feira (3) o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou que o decreto que suspende atividades na cidade, como o funcionamento de Shopping Centers e comércio informal, serão prorrogados por mais 15 dias.

“Alguns decretos estão vencendo a sua validade nesse final de semana e também no início da próxima semana, e eu havia me comprometido de trazer uma notícia, pelo menos um dia antes, de como ficariam essas atividades e eu, nesse momento, queria informar que  nós estamos prorrogando a suspensão das atividades dos Shopping Centers e dos comércios de rua, de toda atividade comercial de rua já suspensa. Por tanto, mantendo a mesma disciplina que já está vigorando, por mais quinze dias. Então, a extenção da prorrogação de suspensão das atividades tanto para Shopping Centers tanto para lojas de ruas acima de duzentos metros quadrados e cujas atividades não estão excepcionalizadas no primeiro decreto, a  prorrogação é por quinze dias. Então, nós vamos manter a suspensão da atividade desses estabelecimentos comercias”, afirmou.

O bloqueio ao acesso nas praias da capital baiana, bem como a suspensão do funcionamento de clubes sociais de diversos segmentos, também serão amplificados.

“Da mesma forma estou determinando a manutenção da interdição das praias, ela vence amanhã, no próximo sabádo. Essa interdição, nós estamos prorrogando essa interdição por mais quinze dias. Portanto, as praias de Salvador estarão com seu uso suspenso, proibido por mais quinze dias. Da mesma forma, estamos prorrogando a suspensão do funcionamentos dos clubes sociais recreativos, esportivos e de lazer. Da mesma forma que aconteceu no primeiro decreto, eles terão que manter as suas atividades suspensas por um  prazo de mais quinze dias .Portanto, todos os clubes da cidade continuarão com seu funcionamento suspenso”, exlplicou.

Empresas de Call Center

“Também estamos, nesse decreto que eu assino hoje, determinando que aquelas regras que foram aplicadas para as empresas de call center, elas serão mantidas por mais um prazo de quinze dias. Essas regras, ela vencem no dia seis do quatro [06/04], portanto, no começo da próxima semana, e nós estamos fazendo a prorrogação dessas restrições as empresas de call center. Então, todos os decretos que tinham prazo de validade em quinze dias, eles estão mantidos e nós estamos prorrogando a validade por mais quinze dias”, disse.

“Eu queria deixar claro que o momento agora é de nós continuarmos concentrados nas medidas de restrição. A prefeitura, inicialmente, havia adotado essas medidas com base em dados técnicos na opinião dos especialistas em saúde pública, dos sanitaristas. Mais uma vez nós recorremos à opinião técnica, cientifica. Aqui, a gente não toma decisões com base no ‘achismo’, no improviso, ou na pressão política. Não! Aqui, as decisões são técnicas, e o nosso corpo técnico, a discussão que aconteceu, ela foi unânime. Então, há uma opinião unânime de todo nosso corpo de suporte e análise técnica da área de saúde pública de que as medidas precisam ser prorrogadas, precisam ser mantidas. O momento agora é de, sempre que possível, pedir as pessoas que elas fiquem em casa, e é por isso que as atividades que já haviam sido suspensas, nós estamos prorrogando essa suspensão por mais quinze dias”, acrescentou.

Como ficará após a renovação desse decreto?

“Não sei. Tudo vai depender da dinâmica e da evolução do coronavírus em Salvador. Tudo vai depender dessa análise que nós temos feito de maneira cuidadosa, de maneira, é, eu diria até cirúrgica de cada atividade. Então, nós vamos continuar avaliando e, é claro, antes desses decretos vencerem nós vamos avaliar se eles precisarão ou não ser prorrogados novamente. É claro que o meu desejo é que o quanto antes nós possamos suspender as medidas de restrição, mas tá claro, e muito claro, que o momento não chegou. Agora o momento é de manter a limitação, a mobilidade, de continuar evitando as aglomerações, de apelar as pessoas que fiquem em casa e cuidem da sua família. Todo mundo tá vendo o aumento do número enorme de casos no Brasil, o aumento do número de mortes e também o aumento do número de casos em Salvador, e é por isso que nós temos que manter essas medidas. É claro que elas não vão vigorar por prazo indeterminado, de maneira indefinida, vai chegar o momento que nós vamos poder começar a retomar a atividade normal do comércio, dos setores econômicos, das escolas. Porém, do ponto de vista científico, técnico, o momento não chegou e nós vamos aqui sempre continuar pautando a decisão da prefeitura pela opinião dos técnicos em saúde pública, das pessoas que ‘tão’ trabalhando na linha de frente, fazendo uma análise criteriosa do comportamento do coronavírus, e eu espero contar com a compreensão da sociedade, com a ajuda de cada cidadão, no sentido de respeitar esses decretos. Nós ontem, e é um dado que é importante de divulgar, nós ontem fizemos cinquenta e duas [52] interdições. Então, depois que começamos esse trabalho com a Polícia Militar, a gente conseguiu ampliar as linahs de frente do trabalho de fiscalização”, findou.

Mortes por coronavírus

Até o momento, Salvador é a cidade baiana que já registrou todas as mortes por Covid-19 do estado: já foram o total de cinco. Além de ser também aquela com o maior registro de casos confirmados da doença.

Dos cinco óbitos, quatro vítimas estavam internadas em hospitais privados da capital, e a mais recente, uma mulher de 41 anos, estava em tratamento na rede pública da cidade.

 

2 Comentário

  1. Ok em primeiro lugar a saúde!!!
    Como empresário com a responsabilidade direta e indiretamente de 500 pessoas.
    O que o governo fará ???
    Folha de pagamento / terceirizados / impostos/aluguel .. Já que não podemos faturar !!!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*