Wagner e o aumento da violência

Fábio Portela comenta na veja que começou a circular hoje (18):

Candidato à reeleição na Bahia, o governador Jaques Wagner, do PT, tem enfrentado um início de campanha conturbado.

Primeiro, o PMDB, que ele esperava ver em sua chapa, decidiu lançar candidato próprio ao governo, o ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Depois, o PR também abandonou o barco.

Agora, Wagner terá outro problema pela frente: explicar o aumento da violência na Bahia em sua gestão.

De 2006 para 2009, os homicídios dolosos no estado aumentaram 48%, chegando a 4 777.

A Bahia já responde por 10% de todos os homicídios brasileiros.

Para combater a explosão do crime, o secretário de Segurança Pública, César Nunes, anunciou que a estratégia é “partir para cima dos bandidos”.